Prisão preventiva para suspeito de homicídio de português na Suíça

0
56

Três suspeitos de envolvimento na morte de um português na Suíça, entre os quais o autor do homicídio, ficaram em prisão preventiva depois de terem sido ouvidos em tribunal, segundo um comunicado do Ministério Público do cantão de Genebra.

O gabinete do secretário de Estado das Comunidades Portugueses confirmou à Lusa que a vítima era um cidadão português, filho de emigrantes, e adiantou que os serviços consulares em Genebra já “contactaram a família”, a quem “expressaram condolências em nome do Estado português”.

De acordo com a justiça suíça, o jovem de 22 anos foi mortalmente atingido, no sábado, com uma navalha de ponta e mola depois de uma discussão entre várias pessoas no parque de estacionamento do centro comercial Planète Charmilles.

Dois homens foram agredidos e um deles foi esfaqueado no antebraço. Duas mulheres foram ameaçadas quando tentaram usar o telefone e uma delas atirou o aparelho ao chão.

O presumível autor do crime, com 18 anos de idade, entregou-se no sábado à polícia e os dois outros participantes na briga foram interrogados para esclarecer o seu papel na agressão. Um deles terá estado na origem da altercação e o outro terá chamado o autor do homicídio para vir em seu auxílio.

A faca foi encontrada na segunda-feira em Lancy (comuna do cantão de Genebra) à beira de uma estrada.

Os três suspeitos foram ouvidos por um juiz na segunda-feira, tendo ficado em prisão preventiva até nova audição.

/ BD