Acesso Rápido

Laboratório suíço nega que substância usada em ex-espião tenha sido produzida na Rússia

Informação foi comunicada pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros.

Um laboratório suíço negou que a substância, denominada BZ, utilizada para envenenar o ex-espião russo, Sergei Skripal e a filha Yulia no Reino Unido tenha sido produzida na Rússia. A conclusão surgiu através da análise de amostras previamente enviadas pelo Reino Unido.

 A informação foi comunicada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergei Lavrov, este sábado.

Sergei e Yulia Skripal foram envenenados no mês passado com gás de nervos. A mulher já teve alta hospitalar mas revelou, na passada quarta-feira, que ainda ainda sofre os efeitos do ataque. O ex-espião russo ainda está “bastante doente”.

O governo britânico acredita que a Rússia está por detrás do envenenamento, enquanto Moscovo nega qualquer envolvimento e acusa o Reino Unido de inventar uma “história falsa”.

O caso deu origem ao incidente diplomático mais grave dos últimos tempos, com a expulsão de diplomatas russos de vários países ocidentais e consequente retaliação por parte da Rússia.

/ CM

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More